Homem flagrado agredindo idosa é casado com a vítima há 50 anos. veja o vídeo!

agredindo idosa

agredindo idosa

Homem flagrado agredindo idosa é casado com a vítima há 50 anos. veja o vídeo!

A Polícia localizou casal após história ser compartilhada mais de 500 mil vezes nas redes sociais. Decisão da Justiça determinou o afastamento do casal.

A Justiça determinou o afastamento do convívio de um casal de idosos em São Vicente, no litoral de São Paulo. A medida de proteção ocorreu depois de o homem, de 72 anos, ser flagrado agredindo a mulher, de 70, em uma praça pública. O vídeo viralizou na internet e gerou revolta.

O flagrante ocorreu durante a tarde de quinta-feira (27), na Praça Barão do Rio Branco, no Centro da cidade. A testemunha, que estava em um veículo, registrou por meio do celular quando a idosa foi agredida com tapas, empurrões e beliscões, sucessivas vezes, pelo idoso. Ela chamou a Polícia Militar, que não encontrou niguém no local.
O delegado titular da cidade, Carlos Schneider, informou que investigadores trabalharam depois do flagrante para identificar as duas pessoas que aparecem nas imagens. “Descobrimos que trata-se de um casal que tem duas filhas. Ouvimos vizinhos, que não relataram eventuais agressões”, informou.
Ambos foram localizados e encaminhados, na sexta-feira (27), para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). “A senhora foi submetida a exames, que não constataram lesões. Instauramos um inquérito, e o homem foi indiciado preliminarmente por ‘vias de fato’. Ele será investigado para apurarmos detalhes”, disse.

agredindo idosa

Segundo o advogado, a idosa foi diagnosticada com alzheimer há nove anos, e os dois são casados há pelo menos 50. “Ele sofre de depressão e não pratica, na verdade, agressões. Eles fez menções, gestos, talvez pela falta de paciência. A família ficou muito preocupada, até pela integridade física dele”, comentou Velloso.
Como ambos foram retirados do convívio, a idosa foi levada por uma das filhas para a casa dela na capital paulista. O advogado não informou para onde o idoso será levado. “Pessoas que o reconheceram no vídeo deram tapas nele, nas costas, quando ia para a delegacia. Pensamos na segurança dele agora”.
O caso
Nas imagens, é possível notar quando uma idosa, que acompanha o agressor e treme a todo momento, é alvo de ao menos seis tapas, além de empurrões e beliscões. Eles estão sentados em um banco. O vídeo original tem oito minutos e a testemunha afirma que acionou a polícia, mas nenhuma viatura apareceu.
“Ao todo, foram mais de 20 minutos batendo nela. O cara esperava o sinal abrir e os carros se movimentarem para agredi-la. Eu não tive o que fazer, senão chamar a polícia. Foi algo absurdo”, contou a paisagista Luciana de Oliveira, de 39 anos. Ela admite que preferiu não ao local, com medo do que aconteceria.
“A única coisa que eu poderia fazer era filmar, para provar e chamar a polícia. Foi o que eu fiz. Mas imagina o que acontece dentro da casa deles? Deve ser algo muito pior. Ele tem que ser pego”. O vídeo que ela publicou na internet foi visto mais de 1 milhão de vezes até a noite de sexta-feira.
Em resposta, o Comando da Polícia Militar na região informou que recebeu uma ligação denunciando as agressões às 14h de quinta-feira, e às 14h20 uma viatura chegou ao local, mas não encontrou ninguém. Mesmo assim, a partir das imagens, tentava localizar o suspeito desde o ocorrido no Centro de São Vicente.

Em nota, a Prefeitura de São Vicente informou, por meio da Assessoria de Políticas Públicas da Mulher, que está acompanhando o caso e auxiliando a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal (GCM) nas investigações sobre o caso. Servidores estiveram na Delegacia de Defesa Mulher para auxiliar a vítima.

ASSISTA O VÍDEO↓↓↓

FONTE:G1 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*