Polícia de SP prende chefe de gabinete de Feliciano e cerca deputado

Polícia de SP prende chefe de gabinete de Feliciano e cerca deputado - Dicas pra voce

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta sexta-feira à tarde em flagrante o chefe de gabinete do deputado federal Pr. Marco Feliciano.

[adinserter block=”4″]

Talma Bauer, gravado pela jovem de Brasília que acusa Feliciano de agressão e assédio sexual em Brasília, foi detido no Centro da capital paulista e é acusado por ela de cárcere privado num hotel e de a ter forçado gravar os vídeos a favor do parlamentar, desmentindo a denúncia revelada pela Coluna Esplanada.

O caso está com o delegado da 3ª DP (Campos Elísios), Luiz Alberto Hellmeister. Ele declarou à Coluna há pouco que vai fazer a oitiva de Patrícia Lélis, a jovem que acusa o deputado federal, e enviar o caso para a Procuradoria Geral da República em Brasília na segunda-feira. Quanto a Bauer será indiciado por coação e sequestro qualificado.

“Temos que ter todo o cuidado neste momento, cuidado para os dois lados para não se fazer injustiça, e cautela”, resumiu o delegado.

Ainda segundo o delegado, Bauer teria dito a Patrícia que “um mal maior” poderia acontecer a ela se não gravasse os vídeos para desmentir a denúncia feita pela Coluna Esplanada, a qual vem relatando desde terça os bastidores do caso.

Bauer foi preso enquanto caminhava por uma calçada após ter saído do hotel San Raphael, na Consolação, onde mantinha Patrícia em cárcere desde segunda-feira, segundo relata a jovem. Não há informações de como ela escapou do hotel, mas foi com a mãe até a 4ª DP (Consolação) no início da tarde e prestou oitiva ao delegado Roberto Pacheco – conforme revelou a Coluna mais cedo.

[adinserter block=”5″]

Foi dali que surgiu o mandado de prisão contra Bauer, que é um investigador aposentado da Polícia Civil de SP. Patrícia e a mãe, que viajara às pressas de Brasília para SP, foram à Corregedoria da Polícia. E de lá para a 3ª DP – foram os agentes desta delegacia que fizeram o cerco ao assessor parlamentar.

Segundo o delegado, Patrícia ainda nesta noite vai fazer o Boletim de Ocorrência na DP contra o deputado pastor Feliciano. A priori, ela relatou ao delegado assédio sexual e agressão.

[adinserter block=”6″]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *